21
Dom., Jul.
0 New Articles

repressão policial termina com centenas detidas na província da Lunda Sul

Angola
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
AplicLoja Windows 11 Pro

Centenas de pessoas foram detidas e outras feridas ontem em Saurimo, na Lunda Sul, em tumultos com a polícia durante a repressão de uma manifestação a favor da autonomia daquela região do leste de Angola.
Neste domingo, centenas de pessoas foram detidas e outras feridas na província da Lunda Sul, pela polícia nacional, na sequência de uma marcha a favor da autonomia da região leste de Angola.

As autoridades confirmam a detenção de cento e cinquenta pessoas, dizendo que acção da polícia foi para conter arruaças protagonizadas pelos jovens.

O Presidente do auto-denominado Manifesto Jurídico do Povo Lundês, Jota Filipe Malakito, acusa à polícia de ter usado ontem meios letais para frustrar a realização de um acto, cujo propósito seria apenas o hastear a bandeira da sua organização no município de Saurimo, capital da província da Lunda Sul.

Jota Filipe Malakito sublinha que a acção dos homens da farda azul resultou na detenção de mais de duzentas pessoas e o ferimento de centenas de indivíduos.


Estão nas cadeias aproximadamente trezentas pessoas sem nada, sem motivo nenhum e depois ali há muitos feridos, feridos. Não compreendo absolutamente nada. Setenta feridos ali. Qual é motivo que eles fazem isso? Não há crime nenhum que nós cometemos,

desabafou o líder associativo.

Entretanto, Florêncio de Almeida, porta-voz da Polícia Nacional na Lunda Sul, esclarece que a polícia ainda tentou garantir a segurança da actividade, mas os organizadores insurgiram-se contra as forças da ordem, forçando a detenção de várias pessoas.

Procurámos contactá-los para garantir a segurança dos mesmos, mas não tivemos sucesso. Como resistiam, dizer que se levou a custódia das forças cerca de 150 indivíduos, que estão nesta altura detidos, para serem catalogados e depois então serem postos em liberdade,

explicou o porta-voz Florêncio de Almeida.

O oficial da polícia desmente a ocorrência de morte durante a actuação das forças de ordem, apelando à população, sobretudo a do município de Saurimo a ter calma, a estar tranquila.

 

 

Fonte:da Redação e da RFI
Reeditado para:Noticias do Stop 2023
Outras fontes • AFP, AP, TASS, EBS
Material Informático - www.aplicloja.com
Receba diariamente no Grupo STOPMZNWS poderá ler QRCOD
Link do Grupo WhatsApp - https://chat.whatsapp.com/JUiYE4NxtOz6QUmPDBcBCF
Qual Duvida pode enviar +258 827606348 ou E-mail:Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Em criação o Aplicativo o APP que ira ver notícias diariamente em seu celular Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP

AplicLoja Microsoft Office 2022 Pro Plus
Stopmznews