10
Seg., Ago.
1 New Articles

Infeções de Covid-19 agravam-se em Itália

Coronavírus
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

No espaço de 24 horas, a Itália registou 49 mortes provocadas pelo Covid-19. Ao todo, contam-se 197 vítimas mortais num país que apresenta a taxa de mortalidade mais galopante no quadro do contágio do novo coronavírus.


Depois de decretado o encerramento temporário de escolas, universidades e cinemas, por exemplo, o diretor do Instituto Superior de Saúde italiano, Silvio Brusaferro, veio salientar que o assunto é muito sério e que, por isso, estão a ser "estudadas consequências" para aqueles que não respeitem as indicações de segurança nos espaços públicos.
Também França, com mais de seis centenas de casos de infeção, ordenou o fecho de todos os estabelecimentos escolares, por um período de 15 dias, nos dois departamentos mais afetados: o Oise e o Alto Reno.
A Organização Mundial de Saúde multiplica os alertas para esta emergência de saúde pública global. O diretor-geral, Tedros Adhanom Ghebreyesus, declara que "à medida que os casos se sucedem, as indicações são para todos os países terem a contenção como a mais importante das prioridades. A única forma de derrotar vírus é fazê-lo em conjunto".
A China conta agora quase 81 mil pessoas infetadas com o novo coronavírus. Portugal tem, neste momento, 13 situações declaradas e está a avaliar três dezenas de casos suspeitos.

 

Fonte:da Redação e da euronews
Reeditado para:Noticias do Stop 2020
Receba diariamente o STOP em seu WhatsApp
Envie um WhatsApp para +258 827606348 para receber notícias diariamente em seu celular
Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP/Estadão