21
Dom., Jul.
0 New Articles

Governo rescinde definitivamente concessão do porto com a Safebond

São Tomé e Príncipe
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
AplicLoja Windows 11 Pro

O Governo de São Tomé e Príncipe rescindiu definitivamente o contrato de concessão do porto com a Safebond e diz-se preparado para o processo judicial anunciado pela empresa. A garantia foi dada por Patrice Trovoada, primeiro-ministro do arquipélago, no final de uma visita surpresa à Enaport.


O primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe, Patrice Trovoada, garante que o executivo está preparado para enfrentar o processo judicial anunciado pelo consórcio ganês Safebond, depois de o seu Governo ter decidido suspender o contrato de concessão do porto.

Em causa está um contrato assinado pelo anterior executivo já após eleições legislativas. Documento não validado pelo actual executivo e suspenso em nome do interesse público. No seguimento da decisão do governo, o consórcio ganês Safebond anunciou o recurso à justiça.

Patrice Trovoada sublinhou que “a Safebond sempre negou responder ao Governo, negou responder aos nossos convites, preferiu comunicar através das redes sociais e depois disse-nos que ia pôr a questão na justiça. A Safebond faz o que entender e nós fazemos o que entendemos ser o nosso direito".

Em causa está o contrato assinado pelo anterior Governo, liderado pelo ex-primeiro-ministro Jorge Bom Jesus, já após as eleições legislativas do ano passado, que formalizou a concessão da gestão dos portos de Ana Chaves e Fernão Dias (por construir), na ilha de São Tomé, e o porto de Santo António, na ilha do Príncipe, por 30 anos ao consórcio ganês Safebond.


Em Janeiro deste ano, o actual Governo decidiu suspender o contrato, alegando a necessidade de salvaguardar o interesse público.

Entretanto, em Abril, a Safebond anunciou que pediu ao Tribunal de São Tomé a “restituição imediata” da gestão dos portos.

Na visita surpresa à Empresa Nacional de Administração dos Portos (Enaport), o primeiro-ministro reforçou a necessidade de cuidar do “único porto do país”, uma vez que “alguns equipamentos estão em situação de fragilidade”.

 

 


Fonte:da Redação e da RFI
Reeditado para:Noticias do Stop 2023
Outras fontes • AFP, AP, TASS, EBS
Material Informático - www.aplicloja.com
Receba diariamente no Grupo STOPMZNWS poderá ler QRCOD
Link do Grupo WhatsApp - https://chat.whatsapp.com/JUiYE4NxtOz6QUmPDBcBCF
Qual Duvida pode enviar +258 827606348 ou E-mail:Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Em criação o Aplicativo o APP que ira ver notícias diariamente em seu celular Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP

AplicLoja Microsoft Office 2022 Pro Plus